30 de mar de 2010

As lágrimas que deixo cair
são lágrimas de dor.
Nasce em meus olhos
e morrem em minha boca.


Sinto o sabor da tristeza
e a impotência de nada fazer.
Agora é utopia dupla,
vale a pena lutar mais sei que
um dia irás morrer...
Douglas Santos

3 comentários:

Luana Corrêa disse...

Gostei muito!

Um dos melhores teus.
Fica forte, vamos acreditar!

Beijão,
E segue escrevendo bastante :)

Eduardo disse...

Bonito texto, Douglas. Bem reflexivo.

Abração!
Dudu

Anne Olive disse...

Profundo e reflexivo, como um ótimo poema deve ser, parabéns, mais uma vez..!!! não deixa de escrever...viu? talento tu tem de sobra..!!!

Postar um comentário