26 de mai de 2010

Rala Bela



De sorriso no rosto
olhos vibrantes
bocejando a noite mal dormida
inquieta querendo viver a vida.

Calça que modela o corpo
Com uma expressão de interesse
Sempre meiga, sempre inteligente.

Mas o perigo se aproxima
sinto no peito apertado
o perigo ao meu lado.
Lembro-me do que fiz
foi um mal necessário.

Mas tua presença ao meu lado
Faz eu esquecer de tudo isso.

Douglas Santos 

1 comentários:

Pâmela Grassi disse...

Presenças companheiras rompem o tempo linear e nos oferecerem um feixe de instante,

Pelotas tá é poeteira! É Luana, é Douglas e agora o mais novo poeta Victor! Eita galera pejoteira!

Abraços, Douglas!

Postar um comentário