24 de ago de 2012

Justo Minha Juventude


Vai soar como inveja, prepotência ou ambição
não me importo, minha opção é de ir contramão.
Estão me vendendo peixe, mesmo eu não tendo pão, 
querem que eu diga sim, mas insisto no meu não.

Não me importo do escanteio, tenho vivido por lá,
e lá encontrado os verdadeiros irmãos!
Por lá partilhamos a fome, a desgraça e a corrupção.
E por cá fazem de tudo pra comprar até mesmo um coração.

Promessas, encantamentos e festas.
Modelos, "políticos", pastores, berrações.
Não, basta! Aqui é lugar de gente
e tu nada és!

Tu é pobre, feio, gay, gordo, mulher,
 trabalhador, empregado, desquitado
encalhado, professor, prostituta,
açougueiro, jornaleiro. Tu é um mané.

Tu é jovem, 
seja lá se tu é homem ou mulher.
Este lugar é reservado, 
somente para aqueles que tem fé.

Mas ainda há esperança, basta tu implorar,
e no teu rastejo o meu anel beijar.
Tu tens a juventude e com ela todo o ardor, 
e ainda és privilegiado pelas benção do Pai, nosso Deus Criador!

Justo minha juventude?
Senhor não vendo ela não.
Comigo carrego os meus sonhos, 
mas te dou meu perdão!

Ainda tenho esperança, 
de construir uma nação.
A mesma que vossa santidade vende
em dia de procissão.

Nela todos irão ter lugar, 
seja no Brasil ou no Japão
até mesmo vocês que hoje
dizem que não fizemos oração.

Permita-me ousar e dizer essas palavras
vejo que tua festa será bela como outras que já preparaste...
Lembra de quantos tu mataste para enfeitar teu rincão?
Nesta morrerá muita gente implorando perdão.

Prefiro acreditar que é preciso.
A morte não é fim, já nos mostrou o Seu Cristo!
O jovem aquele que amou
e a prostituta perdoou.

Desculpa Senhor, 
comprar Justo Minha Juventude?
Não quero vender ela não!

Douglas Ferreira dos Santos

0 comentários:

Postar um comentário