14 de jun de 2009

Por que? Porque?

Há algum tempo não paro de pensar em algumas coisas, talvez seja por que estou elaborando meu projeto de vida e acabo fazendo reflexões profundas pra saber realmente do que eu quero pra minha vida! Deus quando se fez homem nos deixou bem claro que somos todos iguais, cada um com seu valor, escolheu os desfavorecidos para seguir com a missão de levar a boa nova, homens pecadores e que não tinham nenhum grau de estudo. Se Cristo disse que somos todos iguais por que em nossa igreja há uma hierarquia tão forte capaz de calar nossas bocas? Por que essa hierarquia, em vez de serem exemplos, grandes pastores, faz com que cada leigo “dependa” para a realização de trabalhos tão bonitos. Ou melhor, por que a igreja não vive a verdadeira opção pelos pobres no testemunho? Parece que a igreja precisa cada vez mais de pobre para continuar existindo!
Eu vim para que todos tenham vida, e vida em abundância!
Certa vez ouvi ou li em algum lugar, não me recordo onde, que os mandamentos são muito mais amplos, por exemplo, não matar, não significa só tirar a vida de outro ser Humano, mas sim tudo o que leva a morte, a falta de diálogo, o descuido com o meio ambiente. Temos que ter o cuidado para não extrapolar e deixar de cumprir esse bonito mandamento que Cristo nos deixou; amai-vos uns aos outros como eu vos amei que é o resumo de todos os outros. Fico me perguntando, o que nós enquanto igreja fazemos pra que isso aconteça? Assim como faço um julgamento das outras pessoas, o que não é certo, deixo-me manipular e fico quieto perante muita coisa errada que passa diante de meus olhos! Recentemente vivi algumas coisas que me fez eu ficar realmente decepcionado com a Igreja, muitas vezes deixei família e compromissos pra estar a serviço dos outros e quando mais precisei desta igreja, que é hipócrita, simplesmente nada! Mas deixando as questões pessoais um pouco de lado, cadê a igreja que vai contramão da sociedade exigindo uma explicação do por que tanta desigualdade no mundo? Cadê o nosso grito diante desta igreja que esta se esquecendo do que o Ungido nos ensinou? Paro pra pensar sobre o verdadeiro papel de nossas pastorais e comunidades eclesiais de bases e me decepciono quando vejo que levantam uma bandeira que não carregam, esquecem de cuidar da formação de nossos jovens e leigos e se preocupam por exemplos em preparar festas e mais festas para 50 anos de sacerdócio de um bispo que deveria comemorar no meio do povo, no meio de sua opção! Nossas pastorais estão morrendo por que depende da nossa igreja enquanto instituição, não tem vida própria e nem um “Sistema de televisão” que possa sustentar, a exemplos desses movimentos!
Isso são dúvidas e questionamentos!
Douglas F. dos Santos

0 comentários:

Postar um comentário