12 de jul de 2009

Intereclesial

Quem já participou de um intereclesial sabe o quanto as celebrações são pontos luminosos, momentos marcantes de memória e afirmação da identidade, expressão de resistência e ousadia das comunidades eclesiais de base. Não há, nessas celebrações da páscoa do Crsito, da sua vitória sobre a morte se manifestando no presente da história e da luta do povo, experiências vitais de oração, de alegria e de profecia.
O 12º Intereclesial vai se realizar em Porto Velho-RO, às margens do rio Madeira, com toda a sua imponência e encantos. Esse rio atravessa a cidade e "às margens cresem árvores de vida, que dão frutos o ano inteiro e cujas folhas são medicionais para as nações" (cf. Apocalipse 22, 1-2). O lema "Do ventre da terra o grito que vem da Amazônia" denuncia que o rio está ameaçado, como tantos outros rios do mundo, por intervenção de interesses econômicos... E não só o sistema fluvial, mas toda a Amazônia, com a maior biodiversidade do planeta e com os seus povos, est´ameaçada de morte.
Se as CEBs primam por unir liturgia e vida, trazendo para dentro das celebrações, como memórias pascais, os sinais de vida e de morte presentes no cenário socio-político e no cotidiano da vida, as celebrações do 12ª Intereclesial integração, especialmente, o gemido da terra e o anseio da criação inteira por libertação (cf. Romanos 8, 18-23). Esse grito da Amazônia, que ecoará na grande assembleia de Porto Velho, confundir-se-á com o grito que vem do ventre da terra e das águas de todo o Brasil e do mundo, em um mesmo clamor ao Deus criador do universo.
Dessa maneira as comunidade eclesiais de base ajudam toda a igreja a assumir o grande resgate realizado pelo Concílio Vaticano II ao afirmar que a liturgia é cume e fonte da vida e da missão da igreja. Nessa fonte, em que beberam as primeiras gerações cristãs, podemos nós também encontar a água para a nossa sede, à medida que nossas celebrações forem autênticas, proféticas, ligadas à luta dos pobres, expressão da amorosa aliança entre Deus e o seu povo, e nos conduzirem a nova relação com a criação.
Penha Carpanedo / pela Rede Celebra
Irmã da Congregação Pias Discípulas do Divino Mestre
Clique no título para visitar o site oficial do Intereclesial

0 comentários:

Postar um comentário