29 de jan de 2011

Palavras ao vento

Pombos no Cassino / Verão 2011

"...Deus dá-me asas
para que eu possa
sentir a liberdade
quando o meu rosto 
o vento tocar.

Deixa eu sentir
o frio que ele traz
a leveza que posso ser
e o jeito que foste já..."

Douglas Santos

3 comentários:

Vulcka disse...

Singelo e gracioso!

Luana Corrêa disse...

Muito tri o poema. (Que já visitou lá no meu, hehe). E a foto bem linda tb.

Beijo

Marcel Lettnin disse...

Bonito poema, Douglas. Nem sabia q tu eras tão profundo. E já já, terás asas ;) hehe e vamos poder voar!
Abração!

Postar um comentário