23 de dez de 2010

Então é natal...

 Época natalina devemos nos preparar, recomeçar, e ajeitar aquelas que ainda esperam respostas. Limpar a “casa” para a espera da visita. Devemos nos cuidar e sermos o melhor, o causador da inveja. Que os comentários sejam a nosso respeito afinal somos os dignos de sermos comentados, elogiados e cobiçados.

 Pintemos os cabelos para que nossa velhice não seja notada, afinal cabelo branco só o do papel Noel. Devemos tirar o excesso das sobrancelhas e mantenhamo-las organizadas e alinhadas. Nos olhos um lápis para realçar a cobiça, no nariz uma plástica para que seja destaque entre os outros e nos lábios um batom, afinal é a partir deles que iremos almejar, falar e fazer aquele julgamento básico daqueles que não está a nossa altura.

 É imperdoável comprar lembrançinhas, temos que marcar a vida dos que estão próximos, devemos comprar presentes em 15 vezes sem juros, assim ficaremos na história e lembrados não por um, mas por vários natais que ainda virão.
 Não podemos esquecer de comprar enfeites novos para a arvore de natal que ficara em destaque na sala e nem de adquirir o dobro de lâmpadas que ficarão grudados em nossa casa fazendo dela ponto de visitação durante a noite e desejada pelos demais vizinhos.
 Na ceia um perdigão bonito, gordo e suculento, o gosto não importa o que importa é a aparência, saladas de diversos tipos e um bom vinho são indispensáveis nesta hora. Outra coisa da qual não podemos dispensar é a presença do papel Noel para distribuir os presentes que compramos com muito carinho, presentes que tirou o sono e com certeza tirará mais para saber como iremos pagar.
 Para uma boa festa de natal vale a pena considerar essas pequenas dicas. 


Ah, quanto à alegria, ternura, compaixão, solidariedade, amor, carinho, respeito, verdadeiro sentido, mantenha a seu alcance, nunca sabemos quando iremos precisar, mesmo que cada ano esteja sendo esquecido e empurrado para o fundo do baú.

Feliz Natal e seja inesquecível 


Douglas Santos

4 comentários:

Leandra disse...

Muito legal, infelizmente é bem assim q acontece na sociedade!!

Luana Corrêa disse...

Gostei muito, da crônica, da crítica.

Beijo

observador disse...

Poucas vezes li algo tão real. Parabéns.
Um abraço.
www.oobservador-ricardoabreu.blogspot.com

Vulcka disse...

Quebrando sonhos e crenças, tornando a vida sem graça.
Talvez até seja como tu escreveu, mas eu prefiro brincar de faz-de-conta, fingir que não. O mundo já está muito sem sal do jeito que está.

Postar um comentário